Razões para namorar um escritor (ou jamais fazer isso)

Lorene Patigra escrevendo

Existem pelo menos 02 grandes razões para namorar um escritor (ou jamais fazer isso) e eu quero te explicar o porque...


Querido Diário, neste momento penso se existem se essas razões para se namorar um escritor ou jamais se pensar em fazer isso seriam o suficientes para alguém entender o que vai em meu coração.

É plena terça-feira. Dia 27 de abril de 2021 e o relógio pontua exatamente 18h48.

Tomo a decisão de escrever para você porque me dou conta de que tenho 33 anos e mais de 90% das mulheres que conheço dessa idade já estão casadas.

Na verdade, nem todas estão casadas, algumas já se divorciaram, mas já passaram por um casamento, entende?

De repente, eu paro para refletir sobre a área de relacionamento conjugal e me dou conta de uma grande verdade:

Eu já tive vários namorados (e até namoradas), mas nunca senti vontade de casar com nenhum deles!


Você quer casar ou namorar com um escritor?


Quer saber de uma coisa?

Eu descobri, em um curso que fiz da Elainne Ourives, que existem crenças limitantes que nos impedem de realizar nossos sonhos.

Descobri também que, na área de relacionamentos, eu nutria várias dessas crenças sobre a ideia de casar e viver pelo resto da vida com uma única pessoa.

De antemão preciso te contar que sou 100% monogâmica, acho até que isso ocorre porque tenho aquela tendência piramidal feminina de:

Ciúme, posse e controle!

Ou seja, eu jamais daria certo namorando um cara que tivesse outras 5 namoradas ou que, simplesmente, parecesse que teria.

Mesmo assim, eu sempre nutri dentro de mim uma grande dificuldade em achar que casar VALERIA A PENA.

E foi refletindo sobre isso que eu acabei descobrindo que no início de suas carreiras, boa parte dos escritores apenas preferia NAMORAR.


Razões para namorar um escritor: a mais comum


Antes de tudo, entenda o seguinte: nada é uma verdade absoluta!

Este texto aqui não é uma receitinha de bolo sobre seres humanos que você aplicar em tudo quanto escritor por aí.

Cada pessoa é única, cada escritor, consequentemente, terá suas peculiaridades.

Mas entenda uma coisa também:

Existem tendências, estereótipos e comportamentos que tendem a ser identificados em cadeias de profissões.

E isso também é possível na carreira de escritor e no modo como você enxerga que pode ser bom ou não namorar com um.

Se você houver entendido a sabedoria acima, posso prossegui te dizendo que eu entendi porque eu e muitos escritores preferem namorar a casar no início de suas carreiras.


Namorar um escritor é como namorar uma novidade


Sabe o que isso significa?

Escritores vivem de suas histórias.

Em outras palavras, principalmente no início da carreira, o que eles mais querem é ter certeza de que estão produzindo uma boa história.

Uma boa história é sinônimo de uma excelente criatividade ou uma ótima experiência que os inspira a escrever.

Assim, veja bem, um escritor adora viajar, conhecer novas culturas, fazer intercâmbios, conversas com pessoas…

Consequentemente, namorar com um escritor significa estar o tempo todo conectado à essas novidades também:

Tomar café com os amigos, ouvir histórias ao redor da fogueira ou mesas de bares…

Estar em volto de poesias, romances, ficção e oportunidade de viver novas experiências… tudo isso é muito comum entre escritores.

Por isso, acredito que essa é uma ÓTIMA razão para você namorar com um escritor, se gostar de passeios constantes e experiências à toda prova, isso jamais vai faltar.

Acho que se perguntassem para as pessoas que namorei o que elas mais gostavam em mim, talvez respondessem mais ou menos isso:

“Ah, com a Lorene conheci vários lugares…. ela parecia um motor sem freio para produzir ideias e histórias, sempre caçando algo novo por aí”.

Lorene Patigra em seu próprio mundo
#LorenePatigra em Jericoacoara


Principal razão para jamais namorar um escritor


Como eu disse, no início da carreira, eles estão procurando histórias, emoções, experiências.

Isso pode significar que eles ainda moram de aluguel, não têm casa própria ou nenhum interesse em ter um lugar fixo para chamar de “meu”.

Muitos podem preferir ficar viajando por aí ou simplesmente se isolar completamente quando necessitam da mente vazia para escrever.

Sabe, quando a gente só quer ficar sozinho e em silêncio para a ideia surgir?

E namorar uma pessoa assim, que adora viajar (sem local fixo pra voltar) ou priorizando sempre as novidades…

Bom, isso com o tempo pode encher o saco ou te deixar maluco.

Se você gosta de segurança, de um lugar para chamar de “lar”, de rotina, trânsito, pessoas e tumultos…

Acredite: namorar um escritor será só uma boa experiência com possível data marcada para terminar.

Isso significa terminar antes mesmo de você completar o 1˚ ano de namoro.

Se você não o apoiar para ir atrás da grande história, da grande publicação, da grande ideia de escrever e viver de um best-seller…

Esquece! Ele vai te largar! Ou vai ficar contigo completamente frustrado.

Inclusive, essa é uma das razões pelas quais eu terminei todos os meus relacionamentos (sem exceção).

E essa também pode ser uma das razões para você decidir namorar um escritor ou jamais fazer isso.

Acho que ninguém alcançava o meu ritmo de: “eu quero novidade: de comida, conversas, lugares, roupas… sempre”.


Razões para todo mundo namorar um escritor (ou jamais fazer isso)


Agora, se você quer razões para namorar um escritor ou jamais fazer isso, eu vou te dar uma pra pensar muito bem!

Eu já disse, mas vale repetir para garantir sua compreensão:

Cada ser humano é um universo único, portanto, cada escritor também terá suas peculiaridades.

Apesar disso, sabe o que realmente TODO escritor tem em comum?

A necessidade quase viciante de querer ficar sozinho!

Sabe aquele lado meio melancólico, introspectivo, pensativo e misterioso?

O ponto positivo de se relacionar com um escritor é que ele vai ter esses momentos e com muita frequência.

Então, nesses momentos em que ele estiver lá, sentado na cama, na rede, no sofá ou poltrona…

Seja com caderno ou computador na mão, tudo o que ele mais quer é se conectar com o mundo dele.

Um mundo onde ele decide tudo: quem nasce, quem morre, quem ama, quem beija e quando beija.

Quando ele estiver no mundo dele, aproveite, ele está te dando toda a liberdade para você também estar no seu!

Isso quer dizer que é hora de você ir cuidar de você: vá ao salão, saia com os amigos ou aproveite para jogar aquele futebol ou assistir seu programa favorito.

Quando o escritor está no mundo dele, ele quer que você esteja no seu


O bom disso é que você poderá ficar desligado dele por horas, talvez madrugadas a fio ou semanas ininterruptas, em que ele estará 100% focado.

Isso não quer dizer que ele não te ama, é indiferente ou sumiu…

Apenas significa que ele está organizando as ideias dele no papel, e isso requer organizar a própria bagunça mental que todos temos da vida.

O escritor usa todos esses pensamentos, sentimentos e experiências a favor do que vai colocar no papel.

E se você tiver paciência quando for o momento dele escrever, acredite: você terá um grande parceiro e aventureiro para dividir sua rotina do seu lado!

Mas se você for o tipo de pessoa que o sufoca e o consome com sua própria carência, esquece! Você vai tentar tirar dele a coisa que ele mais precisa para viver e ser quem ele mais sonha: a criatividade.

A criatividade, a liberdade e o espaço, físico e mental, tão necessário para ele poder escrever.

Um escritor sem criatividade ou sem “espaço” para escrever é um ser humano sem oxigênio: não vai dar certo!


Será que vale a pena namorar um escritor?


Eu tive 4 namorados e 4 namoradas desde o dia em que dei o meu primeiro beijo na boca.

Eu nunca tive um namorado (nem mesmo namorada) que houvesse terminado comigo.

Sempre acabei terminando todos os meus relacionamentos.

Porque eu queria mudar de cidade, de estado, de faculdade, de estilo, de moda, de personalidade…

Enfim, já foram tantas as desculpas, justificativas e razões que dei para não seguir adiante com um namoro (a ponto de virar um casamento) que posso te dizer o seguinte:

Eu já conheci MILHARES de escritores em toda a minha jornada de escrita e publicação de livros.

Pela razão de amarem novidades e serem mais aptos a compreenderem a individualidade do outro, eu me dou muito com autores (embora nunca tenha namorado com um hehehe).

Sempre faço bons amigos e ótimas parcerias, mas penso também o seguinte:

De mundo cheio de aventuras, viagens, introspecção e novidades, já basta o meu, certo?

#LorenePatigra será que vale a pena namorar com escritor?
#LorenePatigra será que vale a pena namorar com escritor?

Falando em viagens, faltam menos de 72 horas para a minha próxima aventura rumo a #chapadadosveadeiros, onde irei ficar quase 2 semanas.

Não será uma viagem como fiz para Floripa, mas também vou me hospedar em 3 locais pra contar tudo pra você.

É, diário, tem muita coisa rolando aqui dentro de mim que eu adoraria explorar escrevendo tudo em você.

Mas, por hoje, já ultrapassei minha meta. São 20h38. Foram quase 2h entre pausas para o banheiro, água e “reuniões profissionais” bem no meio da escrita… então, encerro por aqui.

Ps: E você, já namorou com algum escritor ou escritora? Será que concorda com as razões que eu trouxe? Para você, valeria a pena casar com alguém assim? Me envia um direct contando.

Eu prometo que volto. Eu sempre volto… Um abraço literário, @escritorapatigra.



Relacionados